segunda-feira, 9 de julho de 2007

Doce Surpresa...

O mundo virtual oferece-nos por vezes, momentos únicos de afabilidade e carinho, através de pessoas que apesar de não conhecerem pessoalmente, nos dedicam gestos, como o que aqui partilho


Pintura de Delphin Enjorlas


A uma amiga que seja.

És o afago profundo
Limpidez e terapia
A confidência ainda
No desespero do mundo.
Teus cabelos têm valia
De uma noitada linda
Com maravilhante magia
De luar fecundo.

Ah dulcíssima loucura
De sonetos vinicianos!
Em teu ar de candura
Moldura jura de planos
Assim de alheias dores
Lavassem-se dos desenganos
E em pacificantes cores
Neste ínterim
Amassem, SIM!

Poema de Freddy Diblu

7 comentários:

C :-) disse...

É muito belo o poema deste post. Leve subtil, idealista, tem tudo para nos enlear a alma, para nos fazer pensar nos doces sentimentos que a Vida por vezes nos reserva.
E a tua reflexão - com que precedes o poema - é uma lição para os descrentes da Vida.
A imagem, pela sua delicadeza que tão bem se harmoniza no conjunto, não poderia ser melhor escolhida.
Aqui, és tu em toda a tua pleinitude.
C:-)

Paula Raposo disse...

Tudo muito belo! Beijos.

Isabel-F. disse...

bem lindo o poema...


bjs

herético disse...

poema mto belo. beijos

Daniel Aladiah disse...

Muito lindo o poema e a homenagem, que é merecida.
Um beijo
Daniel

JuliaML disse...

A menina marota e todas as meninas que cabem dentro dela, não deixa de ser uma surpresa para mim! :-)

Belissimo blogue. Equilibrio e bom gosto na escolha das imagens e das palavras.
Parabéns, pois!

um abraço meu às duas (à Brava e à Marota)

Júlia

Maria Clarinda disse...

Só poderia vir de Ti.
Jinhos mil