sábado, 17 de março de 2007

A magnólia


Pintura de Romy in Global Gallery



A exaltação do mínimo,
e o magnífico relâmpago
do acontecimento mestre
restituem-me a forma
o meu resplendor.

Um diminuto berço me recolhe
onde a palavra se elide
na matéria - na metáfora -
necessária, e leve, a cada um
onde se ecoa e resvala.

A magnólia,
o som que se desenvolve nela
quando pronunciada,
é um exaltado aroma
perdido na tempestade,

um mínimo ente magnífico
desfolhando relâmpagos
sobre mim.

Luiza Neto Jorge in “O seu a seu tempo”, Assírio & Alvim
Poesia-2001

18 comentários:

herético disse...

beijo...

é lindo o teu refúgio!

Daniel Aladiah disse...

Um beijo, Menina
Daniel

della-porther disse...

fizeste um lugar encantador.
adorei vir aqui.
levo-te comigo

beijos

della

alice disse...

já li e reli este poema várias vezes, porque uso muito esta página de rodapé para ouvir a música ;) mas hoje, depois das suas palavras, apeteceu-me deixar aqui o meu beijo e um sincero obrigada pelo seu carinho. bem haja, rosa brava. beijinho grande.

Gi disse...

Tenho andado com menos tempo disponivel que o habitual e só hoje dei por este poema. Curiosamente hoje coloquei no blogue um outro dela, esteve esteve quase , quase para ser o eleito só que fiquei na duvida se já o teria colocado no blogue antigo. Também este faz parte dos poemas seleccionados do livro "Quinze poetas portugueses do séc. XX). É na realidade magnífico.

Uma boa semana

Peter disse...

Que pintura maravilhosa! E com uma música a condizer.
Para mim, mais dado à prosa, estes dois componentes "abafam" a poesia.

lena disse...

linda e doce rosa de um refugio maravilhoso

Luiza Neto Jorge numa das suas belas poesias

a musica embala-me e encanta-me

de novo primas pela imagem que escolhes

leio releio, apesar que o conhecer o poema, mas neste conjunto deixa-me embriagada de tanta beleza

é tão bom estar em qualquer dos teus cantinhos, delicio-me

Luiza Neto Jorge, uma Poeta que acompanho

obrigada por tão belos momentos

abraço-te com muita ternura e beijinhos para ti

lena

DelfimPeixoto disse...

como sempre, uma escolha linda
jnhs

aaron@iol.pt disse...

Andei a dar uma volta pelos teus blogues, mas este é sem duvida o meu preferido!!! E penso que deve ser também o teu pelo cuidado que tens na escolha de tudo. Só me recordo de uma palavra para ele perfeito!!
O bom gosto impera aqui de uma forma excelente.
Beijão para ti do aaron

Chave da Poesia disse...

Vim te deixar um beijo, um aplauso ao bom gosto e à quietude deste refúgio onde até a paz descansa...
Com carinho, Sylvia Cohin

david santos disse...

Olá!
Sempre adorei quem gosta de poesia.
Parabéns.

Mário Lima disse...

Bom dia.
Tive muito prazer de visitar este blog, simplesmente adorei tudo o que li.
Por isso lhe dou os meus parabéns.
E quero também agradecer a sua visita ao meu blog.
Saudações.
amil

Maria Clarinda disse...

Músia, poema, pintura...lindas, só poderias ser tu !
Jinhos

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Espero que me desculpe forma como faço os meus comentários, mas é pura e verdadeira...
Para mim não chega, dizer está bonito ou lindo – por isso gosto de deixar pensamentos frases de outros autores como presente da minha gratidão e do meu encanto do que leio, do que observo nas imagens e na escrita.
É a minha maneira de ser...
A critica faço-as, da forma como somos tratados pelo Estado que ignora os problemas da nossa sociedade e como pouco ligam aos grandes talentos que encontro nos blogs.
Peço desculpa e se alguém não gostar da forma como faço os meus comentários agradecia que me dissessem pois tentarei melhorar.
Sou apenas uma amadora de escrita que escreve pela beleza de sentir na escrita as palavras que me vão na alma e penso que é essa a beleza que encontro naquilo que leio cada um escreve com a sua beleza.
Não quero com isto desrespeitar ninguém até porque as palavras lindas, bonito têm um grande significado no meu vocabulário.
Boa semana
Desculpem-me a repetição do post, mas julgo que nem todos entenderam...

Esta é a frase que vos deixo: se pudesses estar perto de mim talvez encontrasses a resposta porque te olho, porque choro sem te conhecer. Se um dia te encontrar entregarei o meu sorriso, é nele que escondo tudo aquilo que sinto só para te ver feliz.

Beijinhos
Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Friedrich disse...

Tenho andado preguiçoso para comentar em blogs, mas hoje
., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \ Vim oferecer-te uma rosa
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=` toda perfumada
.... `-;`.-'
......`)( ... , para aromatizar
....... || _.-'|
........|| \_,/o teu Final de Semana...
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥

Jofre Alves disse...

Parabéns por mais este magnífico trabalho, é sempre um prazer passar aqui.

Vera disse...

Bela escolha! O poema é lindíssimo!

Beijinhos

(Desculpa a ausência, mas estou sem internet...)

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

lindissimo este poema
beijinhos