domingo, 12 de agosto de 2007

Sinto...


Pintura de Francine Van Hove


Dizem que finjo ou minto
Tudo que escrevo. Não.
Eu simplesmente sinto
Com a imaginação.
Não uso o coração.

Tudo o que sonho ou passo,
O que me falha ou finda,
É como que um terraço
Sobre outra coisa ainda.
Essa coisa é que é linda.

Por isso escrevo em meio
Do que não está de pé,
Livre do meu enleio,
Sério do que não é.
Sentir? Sinta quem lê!

Poema de Fernando Pessoa

8 comentários:

Daniel Aladiah disse...

Querida Menina
Poema sublime com música que tu sabes ser a que me é....
Um beijo
Daniel

Carlos Martins disse...

"Sentir ? Sinta quem lê."

É aí que reside a universalidade da poesia: cada um poder senti-la à sua maneira.

Carlos Martins

Graça Pires disse...

Pessoa, de novo. E como sempre desafiante. "Sentir? Sinta quem lê"... Faz-nos pensar. Um beijo.

Zéluis disse...

Bonito...

Maria Clarinda disse...

Lindo o poema, linda a imagem, linda a música! Quero ficar aqui...
Jinhos mil

Lumife disse...

Minha amiga já voltei . Perguntas se podes levar poemas "emprestados"...? Nem se pergunta mais a mais para ti. Tudo ao dispor.

Beijos

Å®t Øf £övë disse...

É bom sentirmos, porque é sinal de que estamos vivos.
Bjs.

De Amor e de Terra disse...

E Fernando Pessoa continua a ter razão...

quem lê e sente, torna seu o Poema
e pode exibi-lo em diadema
nos olhos, na boca, na lembrança
coroa diamantina
que o olhar ilumina
com luzes de esperança !...

Beijo linda!

Maria Mamede